Politica de privacidade

Politica de privacidade 

Ultima atualização: Maio 2018 

 

Compusoft é uma empresa internacional baseada na tecnologia. Nós comprometemo-nos a salvaguardar a privacidade dos visitantes ao nosso website. Por favor leia o seguinte aviso para perceber como iremos recolher e usar a sua informação e os direitos que tem relativamente a sua informação. As referências no presente aviso para “sua informação” são também a informação pessoal que você nos fornece. Este aviso foi atualizado na data acima presente e pode variar de tempos a tempos por favor verifique regularmente. Compusoft AS é quem controla qualquer data recolhida no nosso website. O nosso contacto está na secção [9] abaixo. 

 

1. A INFORMAÇÃO QUE NÓS RECOLHEMOS  

Não é obrigatório fornecer qualquer tipo de informação pessoal na zona publica deste website, ainda assim, se você desejar pode escolher por completar os formulários nas varias secções do nosso website, incluindo:  

  • “Contacto”  
  • “Pedido de formação” 
  • “Download da versão de testes”  

Também obtemos informação pessoal do seu endereço IP, sistema operativo e navegador de internet que usa para aceder ao nosso website. Por favor verifique a secção 5 (Cookies) e a secção 6 (Endereços de IP) abaixo para mais detalhes sobre esta informação. Também nos pode fornecer a sua informação pessoal se nos contactar por email, telefone ou carta.  

 

2. COMO USAMOS A SUA INFORMAÇÃO 

Somente usaremos as informações fornecidas nessas seções do website para processar o formulário de inscrição relevante. Também podemos usar as suas informações pessoais para: 

 

  • Conduta administrativa ou processos operacionais dentro do nosso negocio; 
  • Respostas ou processos a pedidos, questionários ou queixas recebidas por si; 
  • Fornecer produtos e serviços pedidos por si; 
  • Identificar produtos e serviços nos quais possa estar interessado;  
  • Comunicar-lhe sobre os nossos produtos e serviços; 
  • Convida-lo/a para eventos; 
  • Monitorizar e analisar o seu negocio; 
  • Formar uma ideia de você como individuo e identificar, desenvolver ou melhorar os nossos serviços e produtos nos quais possa existir interesse da sua parte para realizar pesquisas de mercado; 
  • Enviar publicidade; 

Para mais detalhes sobre o uso da sua informação para propósitos de marketing por favor verifique a secção 3 abaixo (usando a sua informação para propósitos de publicidade). 

 

3.USANDO A SUA INFORMAÇÃO PARA PROPOSITOS DE PUBLICIDADE 

Podemos perguntar se deseja receber publicidade, isso será apresentado como uma opção no formulário de inscrição relevante ou no nosso website, quando necessário. Não enviaremos publicidade se você assim nos pedir para não o fazer. Se concordou em receber publicidade, mas posteriormente mudar de ideia e não desejar receber publicidade, entre em contato para que possamos removê-lo das nossas listas de distribuição. Pode entrar em contacto em unsubscribe@compusoftgroup.com ou pelos meios de contactos abaixo na secção 9. 

 

4. ONDE E PORQUE NÓS PARTILHAMOS A SUA INFORMAÇÃO

Por favor repare que ocasionalmente pode ser pedido para que partilhe a sua informação com os escritórios da Compusoft, filiais, firmas associadas e terceiros que fornecem serviços em nosso nome. De qualquer forma, nós tomamos medidas para assegurar que todas essas entidades mantenham a sua informação confidencial e segura e só irá ser usada para propósitos que nós especificámos e o informamos, em relação a quaisquer terceiros só iremos divulgar qualquer informação onde você tenha dado o seu consentimento, quando for solicitado a faze-lo ou tenho o direito por lei. Encontre mais informações sobre os nossos escritórios 

 

5. COOKIES 

Usamos cookies no nosso website. Para mais detalhes, veja a nossa politica de cookie 

6. Endereços de IP

Quando visitar o nosso website o nosso servidor irá gravar o seu endereço de IP juntamente com a data, hora e duração da sua visita. Um endereço de IP é o numero atribuído, similar a um numero de telefone, que permite que o seu computador comunique com a internet. Permite-nos identificar que organizações visitaram o nosso site. Usamos esta informação para compilar estatísticas que o nosso Website recolhe e de que modo os usuários navegam no nosso site de forma a que nos permita avaliar e melhorar o nosso site.  

7. SEGURANÇA

Nós usamos armazenamento de informação e técnicas de segurança atualizadas para proteger a sua informação pessoal de acessos não autorizados, usos impróprios ou divulgação, alterações não autorizadas, destruição ilegal ou perda acidental. Todos os nossos funcionários e quaisquer terceiros que nós contratamos para processar as suas informações pessoais são obrigados a respeitar a confidencialidade das suas informações. De qualquer forma, a transmissão de informação através da internet não é completamente segura. Ainda assim nós iremos fazer o nosso melhor para tentar proteger a sua informação, não poderemos garantir a segurança da sua informação transmitida no nosso website; qualquer transmissão de informação é por sua conta e risco. 

8. OS SEUS DIREITOS

Tem o direito de solicitar uma cópia das informações que possuímos sobre você, pelas quais poderemos cobrar uma taxa. Isso é chamado de solicitação de acesso a dados do interessado e pode fazer a mesma escrevendo para nós usando os detalhes de contato abaixo. Podemos solicitar mais informações para verificar a sua identidade antes de divulgar qualquer informação pessoal. Também tem o direito de corrigir qualquer informação imprecisa. Queremos garantir que suas informações sejam precisas e atualizadas. Pode pedir para corrigir ou remover qualquer informação que não esteja atualizada. Por favor, entre em contato connosco usando os dados de contato abaixo, se gostaria de efetuar qualquer correção às suas informações.  

9. Informações de contacto

Se tiver qualquer duvida relativamente a este aviso por favor contactem para: 

Endereço: 

Compusoft AS 

Nordbergsvingen 22
Postboks 80
1740 Borgenhaugen
Norge 

Telefone: (+47) 69 13 70 00 

Email: dpo@compusoftgroup.com 

Se atualmente recebe publicidade e prefere não receber por favor envie um email para unsubscribe@compusoftgroup.com. 

Todos as mensagens de email envidas e recebidas da Compusoft podem ser monitorizadas para garantir o cumprimento das políticas internas e proteger os nossos negócios.  

 

 

 

PROTEÇÃO DE DADOS 

10. ÂMBITO E FINALIDADE

Estas normas (as “Normas”) relate to 

informações sobre pessoas que podem ser identificadas a partir dessas informações, direta ou indiretamente (“Dados Pessoais”). 

As Normas definem os padrões aplicáveis às Entidades do Grupo Compusoft em relação aos Dados Pessoais e se aplicam a todo o processamento e transferência de Dados Pessoais por um Administrador de Dados da Compusoft dentro e fora da Área Econômica Europeia (“AEE”)  

11. DEFINIÇÕES E INTERPRETAÇÃO

Definições  

  • “Diretiva  RGPD” remete ao Regulamento (EU) 2016/679 relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados. 
  • “Entidade” entidade dentro do Grupo Compusoft;  
  • “Individuo” terá o mesmo significado que o ‘Titular dos dados’ (como definido da Diretiva);  
  • “Entidades da Compusoft Group” (também referido em conjunto como Compusoft Group) significa as entidades na tabela Anexo 1 [], compreendendo todas as entidades controladas pela Compusoft AS. 
  •  “Adminstrador de Dados Compusoft” significa um Administrador de Dados que é uma Entidade do Grupo Compusoft;  
  • “Pessoal” significa indivíduos empregados por uma Entidade do Grupo Compusoft ou consultores agindo em nome de, ou incorporado em uma Entidade do Grupo Compusoft relevante; 
  • “Dados Pessoais”, “Dados Sensíveis”, “Dados Sujeitos”, “processo / processamento”, “Controlador de Dados” e “Processador de Dados” terão, cada um, os mesmos significados que lhes são atribuídos na Diretiva RGPD. 

12. NORMAS 

A Compusoft irá certificar-se que:  

(i) os recursos adequados serão fornecidos para manter a conformidade com as normas. Isto inclui assegurar a responsabilidade apropriada da gerência sênior e a supervisão das Normas;  

(ii) aqueles que têm acesso permanente ou regular a Dados Pessoais, ou que estão envolvidos na coleta de Dados Pessoais, ou no desenvolvimento de ferramentas usadas para processar Dados Pessoais, são treinados e informados sobre seus direitos e responsabilidades em relação ás Normas.  

13. PRINCÍPIOS DE PROCESSAMENTO 

A menos que seja permitido de outra forma pela lei aplicável, uma Entidade do Grupo Compusoft aplicará os seguintes princípios de processamento ao atuar como Administrador de Dados. 

(i) apenas processar Dados Pessoais para fins permitidos pelas leis de proteção de dados aplicáveis;  

(ii) processar dados pessoais de forma justa e legal; 

(iii) se exigido pela lei aplicável, informar o titular dos dados quando os Dados Pessoais estiverem a ser processados. Além disso, a entidade relevante deve fornecer o seu nome e endereço, o objetivo do processamento, os destinatários dos dados e todas as outras informações necessárias para garantir que o processamento é justo.; 

(iv) quando notificado de uma alteração nos Dados Pessoais, atualizar os seus registos de acordo com os prazos especificados pelas leis aplicáveis; 

(v) adotar medidas apropriadas para não reter Dados Pessoais por mais tempo que o necessário para além das finalidades para as quais foram coletadas, a menos que os Dados Pessoais sejam de outra forma obrigados a serem mantidos por acordo, consentimento, lei ou regulamento aplicável;  

(vi) obter Dados Pessoais somente para um ou mais fins específicos e lícitos, e não poderá processar os Dados Pessoais de qualquer maneira incompatível com esse propósito ou com esses propósitos; 

(vii) processar apenas Dados Pessoais que sejam adequados, relevantes e não excessivos em relação ao objetivo ou finalidades para os quais são processados. 

14. DIREITOS DOS INDIVÍDUOS 

Atuando como administrador de dados: 

(i) Uma Entidade do Grupo Compusoft deverá fornecer de forma inteligível, mediante solicitação por escrito de um indivíduo, e de acordo com os prazos especificados pelas leis aplicáveis, as informações que constituem Dados Pessoais processados por essa Entidade do Grupo Compusoft em relação ao indivíduo relevante, a menos que A Entidade do Grupo Compusoft seja autorizada pela lei aplicável a recusar ou apenas cumprir parcialmente a solicitação. 

(ii) Uma Entidade do Grupo Compusoft pode, quando permitido pela lei aplicável, cobrar uma taxa pelo fornecimento de cópias de Dados Pessoais solicitados por indivíduos;  

(iii) Uma Entidade do Grupo Compusoft deve alterar, atualizar ou excluir, conforme apropriado ou após notificação, quaisquer Dados Pessoais que sejam considerados incorretos;  

(iv) Uma Entidade do Grupo Compusoft deve respeitar o direito estatutário dos indivíduos de se opor à forma como seus dados são processados por essa Entidade do Grupo Compusoft. Objeções podem ser levantadas com o contato habitual dos indivíduos na Entidade do Grupo Compusoft, contato de RH ou com o Diretor de Segurança. Todas as objeções legítimas serão investigadas e as medidas necessárias serão tomadas, incluindo a retificação, o apagamento ou a destruição de dados, quando apropriado; 

(i) destinam-se a avaliar certos aspetos pessoais relativos ao indivíduo; 

(ii) produzir efeitos legais afetem significativamente o indivíduo. 

 

 15. SEGURANÇA

As entidades do Grupo Compusoft devem tomar medidas organizacionais e técnicas razoáveis para proteger Dados Pessoais contra destruição acidental, ilegal, perda acidental, alteração, divulgação ou acesso não autorizado, em particular quando o processamento envolve a transmissão de dados através de uma rede, e contra todos outras formas ilegais de processamento (incluindo a tomada de medidas razoáveis para garantir a confiabilidade dos funcionários que têm acesso aos Dados Pessoais).  

16. PROCESSAMENTO INTERNO DE DADOS PESSOAIS

A Compusoft irá procurar que todas as Entidades do Grupo Compusoft que processem Dados Pessoais sigam as instruções do Controlador de Dados relevante e sejam vinculadas por tais instruções.  

17. PROCESSAMENTO DE DADOS POR PARTE DE TERCEIROS

Antes que uma Entidade do Grupo Compusoft transfira Dados Pessoais para terceiros em prol de terceirização ou outro acordo de processamento de dados ou use os serviços de terceiros para processar Dados Pessoais em seu próprio nome, deve assegurar que quando o terceiro agir como o Processador de Dados está contratualmente obrigado a processar somente os Dados Pessoais de acordo com os requisitos e instruções relevantes da Entidade do Grupo Compusoft. A entidade relevante da compusoft group deve assegurar que o controlo e processamento de informação transferida a terceiros esteja sujeita ao mesmo nível de proteção á qual essa mesma data está no Grupo Compusoft.

 

18. Publicidade

As Entidades do Grupo Compusoft não devem usar os Dados Pessoais para enviar publicidade a nenhum indivíduo (incluindo qualquer funcionário) que tenha solicitado não receber material de publicidade. 

Se um indivíduo solicitar que uma Entidade do Grupo Compusoft pare de processar os seus Dados Pessoais para fins de Publicidade, essa Entidade do Grupo Compusoft parará de processar os Dados Pessoais para esses fins de acordo com os prazos especificados pelas leis aplicáveis.  

19. CATEGORIAS SENSÍVEIS OU ESPECIAIS DE DADOS PESSOAIS

Cada Entidade do Grupo Compusoft num país relevante deve cumprir todas as etapas legais adicionais exigidas pelas leis de proteção de dados aplicáveis naquele país relevante ao processar categorias especiais (ou algumas vezes chamadas de sensíveis) de Dados Pessoais.  

20. AUDITORIA DE CONFORMIDADE

A Compusoft deve avaliar, testar e relatar a conformidade da Entidade do Grupo Compusoft com os Padrões regularmente. Quando qualquer não-conformidade com as Normas for identificado em tais auditorias, as medidas de correção deverão ser projetadas, implementadas e rastreadas. 

Na medida do permitido pelas leis aplicáveis, uma Entidade do Grupo Compusoft somente divulgará as informações de conformidade ao seu DPA local, desde que: (i) tais informações estejam relacionadas à conformidade com as Normas; (ii) a informação não contém qualquer informação comercialmente sensível sobre ou pertencente à Compusoft, qualquer outra Entidade do Grupo Compusoft, ou qualquer um dos seus respetivos clientes; (iii) a informação não contém qualquer informação confidencial ou pertencente a terceiros; (iv) a informação não está sujeita à lei de privilégio; e (v) a divulgação da informação não seria contrária à lei aplicável.  

21. COOPERAÇÃO COM OS COMISSÁRIOS DE PROTECÇÃO DE DADOS DA UE

Cada Entidade do Grupo Compusoft deve responder a todas as solicitações razoáveis de informações do DPA local que estejam de acordo com o âmbito do DPA, na medida em que tais solicitações sejam consistentes com a lei aplicável, os regulamentos, os padrões profissionais e o devido processo. 

Cada Entidade do Grupo Compusoft deve respeitar as decisões da DPA local relacionadas à interpretação e aplicação das Normas, na medida compatível com a lei aplicável, regulamentos, normas profissionais e devido processo legal e sem renúncia a quaisquer defesas e / ou direitos de apelação disponíveis para tal Entidade do Grupo Compusoft.  

 

 

  1. DIREITOS DE CORREÇÃO

O procedimento de reclamações da Compusoft está disponível no site www.compusoftgroup.com para qualquer pessoa que deseje expressar as suas preocupações em relação à conformidade da Entidade do Grupo Compusoft com as Normas. 

Para obter mais informações sobre o procedimento de reclamações, entre em contato com o responsável pela segurança indicado no parágrafo [xx] acima. 

Quando um indivíduo sofreu danos como resultado direto de uma violação das Normas por uma Entidade do Grupo Compusoft, o indivíduo terá o direito de apresentar uma reclamação contra a Compusoft para remediação da violação relevante das Normas (quando aplicável) e / ou compensação nos tribunais da Noruega (a jurisdição selecionada). Uma pessoa que pretenda apresentar uma reclamação em relação a uma violação das Normas deve confirmar à Compusoft que concorda em submeter-se à jurisdição exclusiva da Jurisdição Selecionada. 

Uma Entidade do Grupo Compusoft não será considerada como tendo violado as Normas se tiver observado o padrão de cuidado apropriado nas circunstâncias ou agido de acordo com as boas práticas comuns ou a lei aplicável. 

Sujeito às outras disposições deste parágrafo, se um indivíduo alegar que uma violação das Normas foi cometida fora do AEE por uma Entidade do Grupo Compusoft baseada num País Não-AEE (uma “Entidade Não-EEA”), então uma violação considera-se que as Normas ocorreram, a menos que a Compusoft demonstre que: 

(i) nenhuma violação das Normas ocorreu; 

(ii) a Entidade Não-EEE relevante não foi responsável pela alegada violação das Normas. 

Se for considerado que ocorreu uma violação das Normas, será responsabilidade da pessoa que apresentou a queixa provar que sofreu danos como resultado de tal violação e de provar a quantia de tal dano. No limite máximo permitido pela lei obrigatória, a Compusoft não será responsável perante um indivíduo por: 

(i) danos punitivos ou exemplares (ou seja, danos destinados a punir uma parte por sua conduta, em vez de compensar a vítima de tal conduta); ou (ii) perda indireta, perda consequencial ou danos especiais, independentemente da causa. 

Em qualquer caso, a Compusoft somente será responsável por danos que tenham sido: (i) acordados pela Compusoft mediante acordo com a pessoa relevante; ou (ii) concedida à Compusoft por sentença transitada em julgado, ordem judicial ou por qualquer outra sentença legal de um tribunal com jurisdição válida.  

23.  CONFLITOS

Se uma Entidade do Grupo Compusoft tiver motivos para acreditar que qualquer lei aplicável a impeça de cumprir as Normas e possa ter um efeito substancial nas proteções fornecidas pelas Normas, essa Entidade do Grupo Compusoft informará o Diretor de Segurança (cujos detalhes de contato estão definidos no n º 3). A Compusoft tomará uma decisão sobre como proceder e consultará o DPA local em casos de dúvida. 

Se qualquer lei aplicável exigir um nível mais alto de proteção para os Dados Pessoais do que o estabelecido nestas Normas, a lei aplicável relevante prevalecerá sobre essas Normas. 

A Compusoft não será responsável por uma violação das Normas, na medida em que a conformidade com as Normas seja impedida pelas leis aplicáveis na jurisdição relevante.

 

24. ATUALIZANDO AS NORMAS

A Compusoft reserva o direito de alterar as Normas (incluindo, sem limitação, a adição da nova Entidade do Grupo Compusoft) a qualquer momento.

 

APÊNDICE 1 

 

Fluxo de Dados da Compusoft  

1 As Normas aplicam-se ao processamento de todos os Dados Pessoais dos seguintes tipos: 

(a) dados relacionados a recursos humanos; 

(b) dados relacionados a clientes e fornecedores (predominantemente detalhes de contato de indivíduos dentro de tais organizações); 

(c) outros dados relacionados a negócios (por exemplo, detalhes de contato de terceiros). 

 

2 Uma Entidade do Grupo Compusoft pode transferir: 

(a) informação pessoal; 

(b) som ou imagens; 

(c) Informação Pessoal do cliente; 

(d) Informação de publicidade. 

 

Os dados pessoais também podem incluir dados confidenciais. No entanto, esses dados só serão processados e transferidos na medida permitida pela Lei Aplicável. 

3 No contexto de sua atividade global, a Compusoft Group opera como uma organização sem fronteiras e, portanto, os Dados Pessoais podem ser transferidos entre qualquer uma das Entidades do Grupo Compusoft em todo o mundo. A maior parte do processamento é realizada na Compusoft AS. 

 

4 O sistema de recuperação de desastre exige uma replicação adicional entre as centrais de dados para garantir a disponibilidade dos dados no caso de uma falha na central de dados. A replicação para os principais sistemas de negócios é a seguinte: 

 

 

 

APÊNDICE 2 

Objetivos Principais 

Os Dados Pessoais cobertos pelas Normas são processados e transferidos para os seguintes fins: 

 

(a) administração de pessoal e administração de recursos humanos, incluindo recrutamento; 

(b) publicidade e relações públicas; 

(c) licenciamento e registro; 

(d) administração de informação e banco de dados; 

(e) faturação, contas e registros financeiros; 

(g) informações necessárias para a prevenção e / ou repressão dos infratores. 

 

NOTÍCIA LEGAL 

Compusoft é o nome comercial e marca registrada da atividade realizada pela Compusoft Group.  

De acordo com as referencias Compusoft refere-se a Compusoft AS, filiais ou uma ou mais dessas entidades consoante o contexto. 

As informações contidas neste site são apenas para fins de informação geral e não pretendem ser abrangentes. A Compusoft não aceita responsabilidade por perdas que possam surgir do acesso ou confiança nas informações contidas neste site. A Compusoft não é responsável pelo conteúdo de sites externos que apontam para este site ou que estejam vinculados a ele. 

O conteúdo deste site é protegido por direitos autorais de acordo com as leis e convenções internacionais. Os usuários têm permissão para ler o conteúdo e fazer cópias para uso pessoal. 

 

“Compusoft” é uma marca registrada.